Tons – Cores quentes x Cores frias

dezembro 30, 2015 em Projetos Corporativos, Tendências

Escritório da Hurley na Califórnia (EUA) - Crédito: Reprodução Cooler LifeStyle/Brandon Shigeta/Hypebeast

Escritório da Hurley nos EUA – Crédito: Reprodução Cooler LifeStyle/Brandon Shigeta/Hypebeast

O final do ano abrindo espaço para um novo ciclo pede uma renovação. E no décor do escritório não é diferente. Que tal aproveitar o período de férias para fazer uma pequena mudança, mas que causa um superefeito no ambiente? Invista em um novo projeto cromático e dê mais vida ao espaço!

Muitos diretores acreditam que as cores do ambiente de trabalho devem seguir à risca as cores incorporadas à logomarca da empresa. Mas nem sempre esta é uma boa alternativa. Justamente por isso é importante contar com a ajuda de profissionais que auxiliarão com a definição deste novo projeto apontando os melhores tons, os tipos de tinta ideais para cada aplicação e saberão, com maestria, definir qual a melhor logística a fim de evitar desperdício de tempo e de dinheiro.

Pensando nos tons, vamos analisar que cores são interessantes para cada situação. Afinal, nem sempre a empresa inteira precisa oferecer uma mesma sensação. As áreas e departamentos têm necessidades diferentes, e é importante estar atento a isso. Para facilitar, que tal classifica-los entre cores quentes e cores frias? Isso ajudará a decidir pensando em que tipo de sensação gostaria de oferecer em cada cantinho do escritório.

As cores quentes são aquelas que, teoricamente, nos trazem sensação de acolhimento e excitação e giram em torno dos vermelhos, amarelos e alaranjados. São tonalidades que nos remetem ao sol. Já as cores frias oferecem frescor e calma e são as que se assemelham ao azul, ao verde e ao violeta. Cores que nos remetem à água. Pensando nessas características já fica mais fácil imaginar que tipo de tonalidade você deve escolher para o seu espaço corporativo.

Destacamos, como uma importante dica, que se um dos locais do seu escritório sofre com altos ruídos (como, por exemplo, em call centers onde a fala é constante e alta e oficinas onde operam máquinas constantemente), evite as cores mais quentes. Quando estamos imersos em um local ruidoso, nossos olhos ficam mais sensíveis ao vermelho e ao amarelo. Por isso é importante saber trabalhar essa compensação.

Como a cor pode contribuir com o ambiente de trabalho?

  • Contribui para a identidade visual da companhia
  • Pode ser uma boa aliada na limpeza e manutenção do espaço
  • Promove o bem-estar dos colaboradores
  • Trabalha para reduzir a fadiga e o estresse
  • Fortalece a motivação e aumenta a produtividade
  • Aumenta a saúde mental

Como cada um responde às cores?

Uma pesquisa norte-americana desenvolvida por Nancy Kwallek separou três grupos de pessoas e os colocou para trabalhar em três salas diferentes. A primeira era vermelha, a segunda branca e a terceira verde-água. Neste experimento, um dos primeiros fatos que ela observou é que existem pessoas capazes de “bloquear” os estímulos das cores ao seu redor enquanto outras pessoas são intensamente afetadas por isso.

Além disso, Nancy notou que a sala que foi melhor aceita foi a verde-água e que as pessoas cometeram mais erros enquanto trabalhavam na sala branca. E afirmou em entrevista ao portal estadunidense FastCompany: “o branco não ajuda a sermos produtivos e a grande parte dos escritórios é predominantemente branca, off-white ou cinza”.

Cores na decoração

Posts Relacionados: