Projeto corporativo – Rochas naturais ou industrializadas?

novembro 20, 2015 em Projetos Corporativos, Tendências

Pedras - Projeto arquitetura e decoraçãoChegou a hora de escolher as pedras do ambiente e o cliente tem um monte de dúvidas? Listamos algumas das principais observações e características que devem ser analisadas neste momento crucial do projeto corporativo: a escolha das pedras que comporão os banheiros e as áreas de copa dos escritórios.

Na maioria das vezes o cliente observa dois pontos para escolher as pedras: estética e custo. Mas, por falta de conhecimento aprofundado, não tem condições de analisar qual material atenderá suas necessidades garantindo conforto e usabilidade ao espaço. E quando falamos de áreas molhadas e de pedras, esta questão é muito importante.

Primeiramente devemos dividir as pedras ornamentais em duas categorias principais: acabamentos naturais e acabamentos sintéticos. Visando um ambiente corporativo, quais nossas principais necessidades? Materiais idealmente criados para locais com utilização contínua, grande circulação de pessoas e que ofereçam facilidade de limpeza e manutenção. Correto?

Desta forma, vamos observar um infográfico comparativo entre Mármore, Granito e Limestone, rocha naturais, e o Silestone, industrializada.

Comparativo entre pedras - Arquitetura e decoração

Comparativo entre pedras | Fonte: Marmoraria Alonso (www.marmorariaalonso.com.br)

Após um comparativo ponto a ponto, podemos concluir que o Silestone, por ser um acabamento industrializado e preparado, oferece grandes vantagens sobre as rochas naturais. É ideal para qualquer aplicação, mesmo áreas molhadas de copa e banheiros, tem alta resistência ao desgaste e à agentes químicos, o que garante menos necessidade de substituição precoce das peças e pode ser facilmente limpo, até mesmo com a utilização de produtos à base de cloro (para as pedras claras). Além disso, por ter baixa porosidade e conter proteção antibacteriana, oferece propriedades higiênicas não disponíveis em nenhuma outra rocha.

Tudo isso tem um preço. O Silestone chega a custar 50% mais caro do que as outras pedras apresentadas, valor que é justificável devido à suas inúmeras qualidades. Hoje é possível encomendar esta pedra em uma infinidade de cores e tonalidades. Mais um ponto positivo para o escritório que tem interesse em agregar sua identidade visual em todos os ambientes.

Fica a critério do arquiteto, do decorador e do cliente escolher aquela que mais atende às suas necessidades, colocando, na balança, o custo e os benefícios sempre pensando exclusivamente em sua utilização do dia a dia.

Projeto de Copa - Cosentino - Silestone

Apresentado na Eurocuccina 2014, este projeto do Grupo Cosentino utiliza o Silestone para a montagem da Copa ? Crédito: Reprodução Cosentino NewsBlog Portugal

Piso em Limestone publicado pela francesa Occitaniè Pierres

Piso em Limestone publicado pela francesa Occitaniè Pierres

 

Lavatório em mármore travertino da brasileira Alicante

Lavatório em mármore travertino da brasileira Alicante

Posts Relacionados: